in

5 dicas para evitar a dívida

Parece que todo mês o salário fica mais curto. Não adianta o que se faça, sempre aparece uma nova dívida, um novo problema, e o dinheiro parece escorrer por cada um desses pontos. Veja abaixo algumas dicas para evitar esse tipo de susto no final do mês!

1. Planejamento

Todos sabemos exatamente quando começa e quando termina o mês, mas porque ele sempre parece menor do que o anterior quando olhamos a carteira?
Algo que pode facilitar isso é anotar e montar uma escala ou tabela do que sabemos exatamente que temos de pagar. Contas como água, luz, internet e telefone tendem a ser fixos, ou pelo menos possuem uma variação muito baixa. Mantenha uma agenda com os dias de vencimento e média de valores necessários para quitar essas cobranças, além de evitar os juros por atraso.

5 dicas para evitar a dívida
5 dicas para evitar a dívida (Fonte: Internet)

2. Gastos

Você realmente precisa comprar tudo o que vê pela frente? Ás vezes, gastar um pouco mais de tempo pesquisando o valor pode salvar seu bolso. Quando for comprar algo, busque por lojas similares que tenham o que precisa. Várias delas possuem seu catálogo com todos os preços e promoções atualizados. Além disso, é comum a política de cobrir preços de concorrentes ou do próprio site da empresa. Nunca vá comprar algo às cegas ou por necessidade. Pense bem antes de fazer qualquer compra, e irá salvar um bom dinheiro. Há vários apps e sites que listam promoções e ofertas de empresas. .

3. Supérfluos

Sim, você trabalha para ter o que quer, mas será que é necessário ter isso agora? Vale a pena uma dívida só para tirar aquele gosto do fundo da boca?  Nem sempre o que queremos está ao nosso alcance. Trabalhamos, em geral, bem mais do que precisaríamos para realizar nossos sonhos, mas acabamos por realizá-los sem pensar no que vai acontecer logo após isso. Quando for comprar algo, prefira pagamentos à vista, onde a possibilidade de desconto é muito maior – ou pelo menos a obtenção de brindes – e evite o parcelamento. O juros aplicado tende a dobrar ou triplicar o preço do que deseja, transformando seu sonho em um pesadelo.

4. Cartões

Sim, você é uma pessoa organizada, paga tudo em dia, mas porquê seu saldo anda no vermelho? É porque você tem muito crédito, mas em muitos lugares. A frase pode até parecer estranha, mas é verdade. A maioria das empresas financeiras cobram anuidades e juros no uso dos cartões, fora taxas que você não prestou atenção na hora de assinar o contrato. Procure usar apenas um desses cartões, assim como apenas um banco, centralizando o gasto e a dívida. O uso contínuo e eficaz de um único cartão de crédito aumenta seu score, possibilitando o aumento de seu limite e a redução de taxas ao longo do tempo. Além disso, procure por contas e empresas novas, que oferecem serviços sem taxas e anuidades. O novo mercado de contas digitais está abrindo a possibilidade de um crédito muito bom e acessível sem o susto de anuidades abusivas.

Saiba mais: Quer paz? Como parar o spam chato por SMS de Rappi, Uber e iFood

5. Sabedoria

Seu crédito é alto, está tudo em ordem, mas porque ainda parece que o mês é curto demais? Bom, é só olhar ao redor e ver o tanto de encomendas que estão esperando ser desembaladas…
Compras parceladas, cartões de crédito e cheque especial dão a ilusão de que se tem muito mais dinheiro do que parece, mas não é bem assim. Tenha em mente exatamente o que você ganha e o que dispõe de valor, e compre apenas em cima disso. Fuja de qualquer coisa como “dinheiro extra”, pois isso irá se tornar uma dívida rapidamente. Não gaste além do que recebe, e qualquer dinheiro a mais que sobrar é melhor ser investido do que deixado na conta. Seja em poupança, ou até em serviços de rentabilidade que alguns bancos novos dispõe, não saia gastando tudo o que está na conta ou o que está a disposição. É melhor guardar para o futuro, onde aqueles
poucos centavos se tornaram um montante realizador e satisfatório.

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Written by Debora Baccan

FGTS – Saques podem ser limitados a R$ 500

Bradesco APP

Isenção de tarifas e cartão de crédito sem anuidade pelo APP Bradesco